Pequena anedota da vida cotidiana

Outro dia, conheci dois franceses aqui no Rio: um bretão e um bordelês.

Por acaso, a Bretanha é de longe minha região favorita, mas também adorei a região de Bordeaux, não só pelos vinhos, mas também por experiências ímpares que tive por lá.Esta me pareceu reunir o maior número de franceses verdadeiramente dedicados à cultura brasileira que tenho notícia. Não se trata de tão somente achar legal (isso praticamente todos os franceses acham...) mas de realmente se dedicar durante o ano inteiro ao forró ou ao samba.Conheci uma escola de samba impressionante por lá, genialmente batizada de Macunaíma, composta APENAS por franceses e francesas, desde as passistas, passando pelos ritmistas e até o mestre de bateria! E não fazem feio!

Já a Bretanha, além de ser magnífica, tem um povo absurdamente hospitaleiro. Para se ter uma idéia, conheci um casal de franceses num monumento turístico em Biarritz, conversei com eles durante uma meia hora e ao final eles me passaram seus contatos e me disseram que teriam mesmo o maior prazer em me receber na casa deles lá no Golfo de Sarzeau na Bretanha.No início fiquei desconfiadíssima porque aqui no Brasil, até onde eu saiba, isso não acontece. Qualquer carioca desconfiaria de alguma pegadinha ou de papo furado puro e simples. Pois bem, não era.Fui, fiquei alguns dias e fui praticamente adotada, até pelo cachorro! (Um labrador creme muito fofo chamado Ópio- por se tratar de um cão farejador aposentado da Polícia.)

Por essas e por muitas outras, sou completamente siderada pela França e pelo seu povo. Realmente dou uma sorte inacreditável na França, as portas se abrem, encontro as pessoas certas, motoristas de ônibus-homens e mulheres - me dão carona sem que eu peça, franceses e francesas de idades variadas que encontro a esmo me paparicam, se oferecem pra me ajudar, é simplesmente impressionante! (Claro que não uso lentes cor-de-rosa e sei que fdp há em todo o lugar. Já encontrei uma francesa assim em Marselha, mas realmente foi A exceção.)

Claro que conversei muito com os tais 2 franceses sobre alguns dos meus temas favoritos: a França, as diferenças culturais e sociais entre nós e eles, suas regiões específicas e as especialidades gastronômicas francesas respectivas. Aparentemente, era um caso raro para eles topar com uma estrangeira tão genuína e profundamente interessada na França a tal ponto.

O papo foi ótimo, eles estavam voltando pra França no dia seguinte e um deles disse veementemente que faria questão de manter o contato, pediu meu e-mail e mandou um e-mail um tanto efusivo no dia seguinte. Achei meio esquisito porque o povo francês não é tão efusivo de saída, a cerimônia é algo que eles geralmente mantêm até que seja absolutamente natural para ambos os lados passar para o degrau seguinte, quando tal transição geralmente flui naturalmente. Respondi naturalmente, sem arroubos de efusividade.

Hoje de manhã, recebo outro e-mail dele e me digo “Ué, já?! De novo?!”
Eis o e-mail na íntegra:


salut mignnone!!
bon ben ça ces fait me voila en france franchement ça caille grave
ça fait une semaine que je suis la,et j'ai deja les levres gercé.
heureusement que j'ai mon projet de sushi ,sinon jcroix que je je je me suiciderais putain de merde!!
bon toi ces pas la peine de te demander si ça vas //!!
jaimerai que tu m'envoy les photos de lucio et les tienes porfavor!!
mais j'ai pas l'adresse encore je t'envoy ça plus tard merci bisous!!!!!!!!!!

Minha tradução livre: (Dei uma melhoradinha nos erros de ortografia e em repetições como "Je je je- Eu eu eu", mas procurei manter a pontuação e diagramação escalafobética.)


Oi, lindinha!!!
Bem, aqui estou eu na França, sinceramente tá um frio do cacete.
Cheguei há uma semana e meus lábios já estão rachados.
Felizmente que estou com o projeto-sushi, senão acho que iria me matar, pqp!!!
Bem, nem vale à pena perguntar como vc está!
Gostaria que você me mandasse as suas fotos e as do Lúcio, por favor!!
Ainda não tenho o endereço, mando mais tarde, obrigado, beijinhos!!!!!!!


Ao ler esse e-mail maluquete, me perguntei: “Quem raios é esse Lúcio?” Vocês conhecem? Pois bem, eu muito menos! rs...

Não resisti e respondi:


“rs.... acho que vc tá se confundindo de lindinha! Lúcio? Não conheço! Fotos minhas?! Caraca acho que você não está batendo bem da bola! Beijos assim mesmo! Grrrrrr....rs”

1 comentários :

Gustavo disse...

Noooossssa!!!

Não acredito que vc não se lembra do Lúcio!!!!!

Uhauahauahauah!!!

Bjs!