Bang-Bang!!!!

Eu confesso: tinha preconceito contra filmes de faroeste.(Olha um dos meus preconceitos publicáveis aí gente!rs Logo eu que no post do Casoy falei que o preconceito atinge não só a " vítima" mas tb o "emissor".Eis aqui a comprovação!:-) )

Sempre evitei esse tipo de filme achando que não teriam nada que se aproveitasse.E...atenção amigos pacifistas,hinduístas,budistas,espiritualistas e congêneres, favor fechar os olhos nessa parte...sempre tive fascínio por armas, desde pequena.Culpa do meu avô que escolhia uns presentes muito improváveis pra uma menina..rs...e me presenteou, para absoluto horror e revolta das mulheres da família,com um revolver de espoleta! rs Foi, de longe, um dos meus brinquedos preferidos de todos os tempos, passava o dia delirando que fazia parte da equipe do CHIPS, seriado que passava na tv na época, e gastando espoleta adoidado.

Resolvi dia desses assistir a " Por uns dólares a mais".Putz,pra meu espanto absoluto, gostei do início ao fim, cada minuto, e isso não é uma força de expressão.Bem que posso estar sendo suspeita na avaliação pq o filme é estrelado por ninguém mais, ninguém menos do que Clint Eastwood!Ele representou pra mim o que o Tom Cruise foi pra maioria das minhas coleguinhas da escola.Enqto todas estavam assistindo Top Gun, ases indomáveis, e dando gritinhos de " como o Tom Cruise é lindo!!!", eu não conseguia achar graça naquele almofadinha com cara de criado a Toddynho.Suspirava mesmo pra valer ao ver o Clint Eastwood quarentão, com cara de poucos amigos,de Smith & Wesson em punho, saltando uns carros, batendo em outros e explodindo mais alguns ao perseguir, impávido e implacável, os bandidos pelas ruas cinematográficas de São Francisco! ( Pausa para suspiros...aiaiai...).

Até gostaria de saber o que os homens pensam ao assistir esse tipo de filme com protagonistas de macheza-alfa,sempre minimalistas com as palavras e as expressões faciais, caras durões cujos molares jamais são avistados em filme algum...Não tenho certeza se outras mulheres concordam com nisso,mas acho que filmes assim tem potencial erótico muito forte.Um bom faroeste ou um bom Dirty Harry é coisa tão excitante que deveria ficar localizada na parte de filmes pornôs das locadoras, mesmo não tendo uma cena de sexo sequer!

Fiquei completamente siderada pelo Clint Eastwood no filme, mesmo que ele use um poncho que parece não ter sido lavado nunca na vida,fume( arght!), e pareça que nunca toma banho.Mesmo assim,podem me oferecer 10 Tom Cruises,mais 10 Brad Pitts e mais 10 Johnnys Deeps e uns 5 Judes Laws de lambuja que não ficaria nem um pouco tentada.Fico com o Clint e não abro!( e nem pisco.)

O filme não é só o Clint, prometo! Que trilha sonora é aquela, meu Deus?!( de Ennio Morricone), que precisão cirúrgica não apenas nas pontarias, mas tb nos diálogos( super minimalistas!)Que homens são aqueles que, mesmo em situações de vida ou morte, não alteram nem o tom nem a velocidade do discurso?!Que tensão psicológica é aquela sustentada apenas nos olhares?!

As mulheres quase não aparecem e, acredite, não fazem a mínima falta.Que homens nômades são aqueles, de cidade em cidade sem nada ( e muitas vezes nem ninguém- daí o surgimento dos matadores por recompensa) que os prenda?! Que moral é aquela, muito particular, do velho oeste em que até os fora-da-lei tem hombridade?!Sei que o filme é bom pq fui completamente transportada para aqueles tempos, praqueles lugares.E, qdo o filme acabou, juro que lamentei estar aqui no Rio de Janeiro.Por mim, vestiria um espartilho, um daqueles vestidos de época e iria parar num saloon daqueles de porta de vai-e-vem rangendo, frequentado por aqueles machos-alfa suados, poeirentos, barbados, testosterônicos, sem nada a temer! (...)

6 comentários :

Maxmilian do Valle Ziegelmüller disse...

grande filme sim. O melhor do Leone.

Hoje Vou Assim disse...

Clint é o cara, sempre foi. Meu pai é fissurado em filmes de bang-bang. Morri de rir com os amigos budistas pra fecharem os olhos pq vc gosta de armas, kkkkkkkkkkkkkkkkkk!

Bjos, Ana!!!

Canto do Dudu - Dudu Lopes disse...

Revolver de espoleta e western spaghetti? Nossa, bateu aquela nostalgia da época em que violência era de brincadeira e o politicamente correto era o bom senso.

Da mesma forma que ninguém se dava conta da quantidade transbordante de esmegma naquela virilidade sem banho, ninguém se dava conta da maldade na violência do herói.

A violência tanto quanto o erotismo era algo impressionista, uma mancha de cores que levava a gente a apreciar o macho-herói e suas aventuras e não a apreciar a violência por si.

Acho que é assim que eu vejo a beleza das armas, como um quadro impressionista de potência e não de violência. Acho lindas e tive até uma espingarda de espoleta e outra de chumbinho, e sinto falta delas pra brincar.

Se seu estrogênio pulula pelos machos alfa de higiene duvidosa não deixe de assistir o novo Sherlock Holmes (se ainda não viu), tem também o Jude Law bem limpinho pra contrabalancear.

E não pensa que nossa testorona não chega a ferver por uma sujeira bem ornamentada porque a Valentia Vargas em "O Nome da Rosa" é uma das maiores delícias já produzida pelo cinema. :)

Taimemoinonplus disse...

Gente, nem a minha mãe não me lê ( ainda não convenci a ela nem a usar celular, imagina computador...), ainda bem que vcs estão por aqui me dando apoio moral! rs

Dudu, eu já assisti o Sherlock! É um filme bem feito, mas não mexeu em nada com a minha libido.O Jude Law está muito empoado, muito engomado demais e o Robert Downey nunca me disse nada...Prefiro o Robert De Niro de mil novecentos e antigamente...rs ;-)

Taimemoinonplus disse...

Ah, Dudu, essa cena de " O nome da Rosa" é inesquecível!!!! Todo o clima da cena- do proibido, do escondido, do pecado- é altamente excitante, concordo!!!!

Beto Benjoim : ) disse...

.

Ferveu aí no Clint, hein...rsrs

Passei a infância toda vendo filmes de faroeste de todo tipo, fixação do meu pai...

Mas, esse tipo aí na pratica não dá muito certo não...acaba que só pega-se mulheres pilantras...

Mas, claaaro que eu aproveito muito de umas certas características para compor a atuação na vida...rsrs...ajuda pacassss...